Mário Bittencourt confirma três contratações no Fluminense e explica escolha por Abel Braga

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Abel Braga
    Ex-futebolista e treinador brasileiro

Antes do sorteio do Fluminense na pré-Libertadores, Mário Bittencourt falou à "FluTV". E questionado sobre a escolha de Abel Braga para ser o técnico do clube na próxima temporada, não poupou elogios. Para ele, se trata do "melhor técnico do Brasil em 2020" e uma escolha acertava para a oitava participação do clube na competição internacional. Também aproveitou para falar sobre as situações de Willian Bigode, Mario Pineida, Ricardo Goulart e Rodinei.

— Abel foi eleito o melhor técnico do Brasileiro em 2020, fez um grande trabalho pelo Internacional. Quando ele pegou o Cruzeiro em situação muito ruim, em 2019, eu tive uma conversa com ele: "Presidente, eu fiquei 9 jogos sem perder, mas não sabia da zona". Ele vencia e não saia, empatava e não saia. Pegou muito no buraco. Praticamente levou o Internacional ao título. Depois fez um excelente trabalho na Suíça e só saiu porque o clube foi vendido.

— Muitos dos troféus que estão hoje no Fluminense foram vencidos pelo ele como jogador ou treinador. É um treinador acostumado a grandes conquistas. Estamos muito satisfeitos com a escolha — completou.

Sobre reforços, Mário confirmou a contratação de Willian Bigode e Mário Pineida como novos reforços tricolores. O atacante virá ao Rio de Janeiro após passar férias em Dubai e não irá continuar no Palmeiras. Já o lateral-esquerdo deixará o Barcelona de Guayaquil. O mesmo vale para David Duarte, do Goiás, confirmado pelo presidente.

— Amanhã chega ao Rio de Janeiro o Willian Bigode. Possivelmente o apresentamos amanhã. Já veste nossa camisa e assina contrato. Será mais um reforço. São dois anos de contrato. Ele há muito tempo é acompanhado pelo nosso departamento de scout, é um desejo da torcida e da nossa parte técnica. Foi tentado três vezes e não conseguimos. Até na minha gestão, mas o Palmeiras renovou com ele.

— Pineida também já está contratado. Está vindo do Barcelona de Guayaquil — completou.

Outro sonho de consumo é o meio Ricardo Goulart, que está livre após rescindir com o futebol chinês.

— Fizemos uma proposta oficial. Não é bate-papo, não é conversa de Whatsapp. Nós trabalhamos de uma maneira profissional. Foi enviado valores ao empresário dele. Ele está fazendo uma viagem com a família e ficou de nos enviar uma contraproposta até terça-feira. De quinta para cá, nada evoluiu. Tem uma proposta na mesa sendo avaliado pelo empresário e pelo jogador.

A tentativa de Rodinei também foi explicada por Mário Bittencourt. O Fluminense queria um empréstimo, mas o Flamengo não abriu mão da venda. O presidente tricolor também explicou as negociações com Cristiano, do Sheriff, Germán Cano, ex-Vasco, e até a especulação sobre Alan.

— Tínhamos uma ideia de que Rodinei poderia vir por empréstimo, mas o Flamengo quer valores que o Fluminense não pode arcar. Não que não tenha esse valor, mas estamos investindo em outras áreas. Como o Cristiano, lateral-esquerdo do Sheriff. Ainda está em negociação. Temos conseguido contratar um jogador por ano. Não estamos explodindo as contas do clube. Vai aumentar um aumento gradual na folha, mas previsto pelo aumento de receita com a Libertadores.

— Sobre Cano, temos proposta. Teremos uma reunião amanhã para definir se vamos à frente ou não. Sobre Alan, tem muita notícia que não é verdadeira. Ele tem esse desejo de voltar ao Fluminense, mas não está livre de contrato. Tem vínculo até 2023. Ficando livre, ele tem interesse em voltar.

Mário Bittencourt afirmou que o jogo da Libertadores deve ser disputado em São Januário já que o Maracanã está fechado. Além disso, falou que Egídio e Hudson são jogadores que não ficam. Outras situações ainda estão sendo avaliadas.

— Estamos tentando viabilizar jogar no mínimo dois jogos em praças distantes. Tendência é que seja Brasília e Espírito Santo. Parece que o Flamengo vai mandar o Fla-Flu em Brasília, então faríamos o jogo contra o Botafogo lá. E o contra a Portuguesa em Cariacica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos