Mário Bittencourt faz balanço após completar três anos à frente do Fluminense e revela assinatura com BTG

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt realizou, nesta segunda-feira, uma apresentação seguida de coletiva de imprensa sobre o balanço dos três anos de sua gestão, completados neste mês de junho. Em uma explanação de pouco mais de uma hora, o mandatário tricolor falou sobre aspectos financeiros, esportivos, jurídicos e estruturais de seu período à frente do clube. (Veja os principais tópicos no decorrer da matéria).

Entre os temas de destaque, Mário Bittencourt revelou que o tinha 31 contratos comerciais que rendiam R$ 9 milhões. Em 2022, tem 28 contratos que somam R$ 35 milhões. Ao todo, o clube reduziu as dívidas em R$ 276 milhões. Também revelou que o Fluminense tem negociação com a Betano para renovar o contrato de patrocinador máster.

– Estamos em negociações avançadas para renovação com o nosso patrocínio master para estender o contrato, que irá até meados de 2023, para até meados de 2025. Possivelmente iremos caminhar, tomara, até o final do mês para renovar esse contrato e botar mais dois anos para frente – contou Mário.

O Fluminense deu um novo passo para a discussão sobre Sociedade Anônima de Futebol dentro do clube. Isso porque o clube assinou com o banco BTG, que irá ajudar o tricolor a entender melhor sobre o tema e a sua estruturação. Posteriormente, o clube discutirá, entre vários temas, a possibilidade de criação de uma SAF. O presidente Mário Bittencourt falou sobre o acerto em coletiva de imprensa:

— Há 60 dias, nós assinamos com o BTG Pactual para entender a situação financeira do Fluminense e entender o estado atual de nossas dívidas. Nosso acordo inicial é para estudo do nosso trabalho, vermos que fizemos até aqui. Entregamos, 50, 60 páginas ao banco e confirmou as nossas impressões de melhoria — declarou o presidente.

— Venho falando que a dívida vai ser equacionada em mais quatro anos. Mesmo com esse nosso trabalho, sempre estivemos atentos às movimentações de mercado. Há 60 dias assinamos um primeiro acordo com o BTG para fazer uma análise, assim como opções para redução do tempo de equacionamento. O banco fez estudo do nosso trabalho, dos números. Isso virou um trabalho de 50, 60 páginas sobre a avaliação do trabalho. E confirmou as impressões de melhoria. O banco informou que o custo proporcional é baixo e superior de investimento com os demais clubes. Estamos desempenhando acima do que investimos — completou.

— Tenho a alegria de dizer que assinamos um contrato, um mandato para que possam ir ao mercado buscar operações para reduzir a dívida e possibilitar investimentos em tempo mais curto do que esperávamos. Vamos tentar atrair investidores para equacionar a dívida e fazer mais investimentos no time de futebol, que é o grande desejo para que a torcida possa ter mais alegrias. A análise envolve busca de investidores e está dentro a análise futura de uma SAF. Contratamos eles e essa análise envolve eventual constituição ou não, de diferentes formas. Mas também há outras duas opções. A partir de hoje o Fluminense tem assessoria para que depois de todo trabalho possa ir ao mercado buscar investidores e para que aumente os investimentos no futebol a médio e longo prazo. Depois desse trabalho vamos apresentar as opções e avaliar o caminho.

O BTG é um banco de investimento brasileiro, especializado em capital de investimento e capital de risco, além da administração de fundos de investimento, de gerenciamento de patrimônio e de ativos globais. A empresa possui capital aberto administrado por uma aliança, que atualmente possui 64 parceiros e 175 associados, e foi o resultado da aquisição do banco UBS Pactual pelo BTG Investments.

— É um dia importante pelo trabalho que estamos fazendo. As notas dadas foram muito boas. Ficou comprovado pelos estudos que como gastamos muito dinheiro pagando a dívida, investimos cerca de 40% no futebol. Outros clubes investem mais — finalizou Mário Bittencourt.

O presidente também afirmou que o Fluminense concorrerá à licitação para administração do Maracanã, marcada para este ano, como sócio ao lado do Flamengo. Na licitação anterior, tricolor era interveniente do rubro-negro devido a falta de CND's (Certidão Negativa de Débito).

Mário Bittencourt também garante que André não será vendido no meio do ano e revela que tem negociações com o volante para renovação de contrato.

— Precisamos continuar fazendo as vendas, mas posso antecipar que não será o André no meio do ano, estamos negociando a renovação dele. Está encaminhada. Não temos sondagem ou propostas. Por nenhum jogador. Vamos precisar bater a meta no meio do ano. Mas não será o André.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos