Máscara volta a ser necessária com alta de casos de Covid em várias cidades do Brasil

“Tirar a máscara foi um teste. Mas se os casos de Covid voltarem a subir, volta-se a máscara. Sem drama”, afirma Flávio Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Virologia. O especialista, que defendeu a flexibilização das regras sanitárias, diz que em algumas cidades o item de proteção volta a ser importante no combate à disseminação do coronavírus.

Raquel Miura, correspondente da RFI em Brasília

Não teve jeito. Com emergências lotadas e vírus em alta circulação em muitas regiões do Brasil, prefeituras têm determinado o retorno do uso obrigatório de máscaras, especialmente em locais fechados. De uma média de menos de 15 mil novos casos diários no fim de abril, o país pulou para 26 mil no fim de maio, um aumento de quase 80%.

O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Fonseca, professor do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, disse que apoiou a flexibilização das regras sanitárias este ano, mas que a situação agora mudou.

“Nós não estamos mais como estávamos em 2020, perdidos, sem saber o que fazer. A gente já sabe. Se a situação recrudesceu, então é hora de retomar medidas como uso de máscaras, item que pode ser importante principalmente em algumas cidades com alto índice de transmissão”, afirmou Fonseca à RFI.

“Eu apoiei a flexibilização porque houve uma queda considerável de casos e mortes e, principalmente, um avanço importante na vacinação, especialmente dos grupos mais frágeis. Então, retirar algumas medidas sanitárias era um teste possível naquele momento. Mas teste é assim. Se os casos aumentam, a gente tem de voltar a usar. Sem drama”.


Leia mais

Leia também:
Pediatra espera aprovação rápida da CoronaVac infantil no Brasil para acelerar vacinação
Com volta às aulas e UTIs pediátricas cheias, vacinação infantil ainda é lenta no Brasil
Brasil: ministro da Saúde prevê colapso e defende autoteste de Covid

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos