Máscaras anticovid deixam de ser obrigatórias nos transportes em Portugal

As máscaras deixam de ser obrigatórias nos transportes públicos, aeroportos e aviões em Portugal: Cai uma das últimas obrigações relacionadas com a proteção contra a Covid-19 no país, numa altura em que os números da pandemia estão relativamente baixos e mantêm uma descida contínua desdo último pico, registado em maio-junho.

Como explicou a ministra da Saúde Marta Temido, há situações em que a máscara continua a ser obrigatória, nomeadamente em unidades de prestação de cuidados de saúde e lares de idosos ou instituições semelhantes.

O uso da máscara no interior das farmácias, táxis e veículos TVDE deixa também de ser obrigatório.

A medida entra em vigor assim que for aprovada em Conselho de Ministros e promulgada pelo Presidente da República. A situação de alerta, considerada o nível mais baixo em termos de resposta a catástrofes, foi prolongada até 30 de setembro.