Mãe é presa por maus-tratos após menina de 4 anos morrer na UPA da Rocinha

·1 minuto de leitura

RIO — Policiais da 11ª DP (Rocinha) prenderam em flagrante uma mulher, nesta quinta-feira, dia 8, pelo crime de maus-tratos com resultado morte. A filha de 4 anos de Larissa Rodrigues da Silva, de 32 anos, deu entrada na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da comunidade, na Zona Sul do Rio, em estado grave, com hematomas e necroses no corpo, além de sinais de desnutrição e desidratação, durante a madrugada, e não resistiu.

De acordo com a delegada Flavia Monteiro, titular da 11ª DP, a mulher negou que tenha maltratado a menina. Na delegacia, ela contou estar desempregada, fazer bicos como faxineira esporadicamente e cuidar de outros três filhos, também menores de idade. Um laudo preliminar do Instituto Médico-Legal (IML) atestou as lesões na vítima.

Ainda segundo a delegada, um inquérito está apurando o caso, e o Conselho Tutelar já foi acionado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos