Mãe adormece durante amamentação e bebê morre sufocado em Roma

Promotores de Roma abriram um processo de investigação por homicídio culposo pela morte de um recém-nascido no hospital Pertini, na capital italiana. Segundo o jornal italiano Corriere della Sera, o bebê teria morrido esmagado pela mãe, que adormeceu enquanto amamentava.

Os investigadores querem apurar se houve negligência na assistência à mãe. De acordo com os veículos italianos, a mulher, de 30 anos, teria pedido à equipe da maternidade para ficar com o bebê por mais alguns minutos após amamentá-lo.

Durante o plantão noturno, uma enfermeira viu a mulher dormindo em um dos quartos e percebeu que ao lado dela havia o corpo sem vida da criança. A profissional tentou reanimar o bebê, mas não teve sucesso.

O protocolo prevê que a equipe médica faça a supervisão dessa etapa por causa do risco de morte do coleito, ou seja, quando a criança com menos de cinco meses adormece ao lado dos pais. A prática é considerada perigosa por alguns especialistas porque o aparelho respiratório da criança está pouco desenvolvido e basta uma leve pressão para impedi-lo de respirar e provocar asfixia.