Mãe de copiloto desaparecido em queda de avião pede ajuda para buscas: ‘Meu filho está vivo’

·1 min de leitura

A mãe do copiloto do avião avião bimotor que caiu na última quarta-feira entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ) com três pessoas, na noite da última quarta-feira, pede ajuda nas redes sociais para encontrar o filho. Em postagem na manhã deste sábado, Ana Regina pede a quem tiver embarcação na região que auxiilie nas buscas e também solicita drones para sobrevoarem as ilhas em volta:

"Meu filho tá vivo. Pelo amor de Deus, ajudem!", escreveu ela na postagem, que, em uma hora, teve mais de 1.300 curtidas e 790 comentários.

Quase dois dias após a queda do bimotor, que deixou um morto e mais uma pessoa desaparecida, além do copiloto, o Corpo de Bombeiros do Rio afirmou que ao menos 60 bombeiros, de dois quartéis, em dois helicópteros e pelo menos 10 motos aquáticas trabalham em terra e mar para “encontrar as vítimas o mais rápido possível”. Além do Rio, o estado de São Paulo disponibilizou militares do Corpo de Bombeiros para fazerem buscas em alto mar. Até agora, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), quase mil quilômetros quadrados já foram vistoriados. No final da manhã desta sexta-feira, a família do piloto Gustavo Calçado Carneiro, de 27 anos, que foi encontrado ontem, reconheceu o corpo. Ele deverá ser cremado em Corumbá (MS).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos