Mãe e ex-namorado são presos pela morte de bebê de 1 ano na Baixada Fluminense

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense prenderam Lucas Ferreira Costa e Beatriz Amorim da Silva pela morte do filho dela, de apenas um ano de idade. O crime aconteceu em outubro do ano passado e o bebê foi encontrado morto com lesões principalmente na cabeça e na cervical produzidas por ação contundente. Ele teve traumatismo craniano e quando o SAMU chegou à casa em que o menino morava com a mãe, foi constatado o óbito.

Roubo na Zona Sul: Polícia prende trio acusado de agredir mulher em Copacabana para roubar bolsa

Espera nos Pontos: Mesmo com subsídio, nenhuma linha de ônibus que voltou a circular bate meta do acordo com prefeitura

De acordo com o depoimento de Beatriz, ela teria saído para trabalhar e deixado o filho com o ex-namorado, Lucas, de 17h do dia 30 às 2h da madrugada do dia 31. Ela diz que quando chegou em casa não subiu até o quarto para ver o bebê, ficou conversando com Lucas no andar de baixo, porque ele estaria indo embora para Minas Gerais, às 6 horas da manhã. Depois disso, Beatriz dormiu sem checar como estava o bebê e só ao acordar, por volta de 14h foi ver a criança, que segundo ela estava roxa. Diante da situação, Beatriz teria ligado para o Samu solicitando socorro, mas quando a ambulância chegou o bebê já estava sem vida.

As investigações indicaram que Lucas teria cometido o crime com a participação da mãe do menino, e depois disso, comprado uma passagem de ônibus para Minas Gerais. Beatriz não compareceu ao enterro do filho e mudou de endereço sem comunicar a ninguém sobre o seu destino. Diante dos indícios, os dois foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado e na última quinta-feira, Lucas Ferreira Costa foi localizado pela Polícia Civil na cidade de Pedro Leopoldo, Minas Gerais.

Os policiais ouviram o acusado e diante da incompatibilidade das alegações e também da indiferença e descaso da mãe em relação ao filho, a Polícia pediu a prisão preventiva de Lucas e Beatriz, que foi deferida pela Justiça. Após o mandado de prisão ser expedido, policiais da DHBF fizeram várias diligências para identificar o paradeiro de Beatriz, que foi localizada ontem em Ilha Grande, onde foi presa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos