Mãe e filha são encontradas mortas em casa em Magé

·1 min de leitura

Os corpos da copeira Ester Silva e da filha Yasmin foram encontrados na tarde da última quarta-feira em uma casa no bairro Barbuda, em Magé, na Baixada Fluminense. Segundo a Polícia Militar, agentes do 34º BPM (Magé) foram acionados para verificar a ocorrência na residência e encontraram os dois corpos caídos. A SAMU foi chamada e constatou o óbito. De acordo com o serviço de urgência, não havia sinais de agressão ou violência externa nos corpos. De acordo com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso, a suspeita é de que as vítimas tenham sido mortas por estrangulamento, mas só o laudo da necropsia poderá indicar a causa do óbito.

Brigas constantes com ex-marido

Para amigos e familiares, o ex-marido de Ester é o principal suspeito. Uma ex-colega de trabalho da copeira, Graziele dos Santos, relata que as brigas com o homem eram constantes.

— Desde a época que a gente trabalhava juntas, em 2016, as brigas já eram constantes com esse suspeito. Ela vivia em pé de guerra com esse ex-marido, mas nunca disse nada a respeito de ele bater ou ameaçá-la — diz.

No Facebook, o filho de Ester lamentou a morte da mãe e da irmã:

“Faltando três dias para seu aniversário, recebo a notícia que a senhora e minha irmã já não estão mais presentes e que já não nos veremos mais por uma covardia de um psicopata que tirou a vida de vocês duas”, escreveu Douglas Fontoura. “Vocês partiram deixando uma enorme saudade”, completou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos