Mãe e filha são resgatadas em mata após três dias desaparecidas em MG; veja vídeo

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Uma mulher de 21 anos e sua filha de três foram encontradas nesta segunda-feira (12) em mata na região central de Minas Gerais depois de ficarem desaparecidas por três dias.

A mulher, Ludmila Jesus Silva, e a filha, Kiara, são moradoras de Ribeirão das Neves, na Grande Belo Horizonte, e deixaram a cidade de carro na sexta-feira (9) para visitar parentes em Morada Nova de Minas, na região central do estado, a 297 quilômetros da capital.

As duas viajaram com o companheiro de Ludmila, Valter Moreira, que acionou a PM na sexta para comunicar o desaparecimento. Ele disse que o carro estragou no município de Biquinhas, vizinho a Morada Nova de Minas, e que as duas tinham deixado o veículo para tentar encontrar sinal de telefone para pedir ajuda.

A partir daí, não foram mais vistas. Segundo informações da PM, Ludmila e Kiara foram encontradas em mata fechada já em Morada Nova de Minas.

A localização foi possível graças à utilização de um drone de morador da região sob coordenação da patrulha rural. Um helicóptero da PM fez o resgate e as encaminhou para o hospital na cidade.

Mãe e filha estavam bastante debilitadas, conforme informações da equipe de resgate repassadas pela corporação.

O companheiro de Ludmila afirmou que ela andou cerca de 40 quilômetros ao longo dos três dias, mas em círculos. "Elas foram encontradas muito próximo de onde eu as vi pela última vez", disse.

Durante o tempo em que ficaram perdidas, segundo Valter, as duas comeram uma fruta amarela que chamaram de "coquinho". Mãe e filha também conseguiram água na região, que é banhada por braços da represa de Três Marias.

Valter afirmou que o GPS do carro é que os colocou em uma via de terra e esburacada da estrada. "O veículo agarrou quatro vezes. Na última é que ela saiu para buscar ajuda e não voltou", contou.

Em um dos vídeos, divulgado pela PM, é possível ver as duas sendo retiradas da área em que foram encontradas e levadas para o helicóptero. Outro mostra o aparelho pousando em campo de futebol de Morada Nova. Em seguida, mãe e filha são retiradas e carregadas no colo para serem encaminhadas ao hospital.

Uma terceira gravação registra Ludmila recebendo os primeiros atendimentos ainda dentro da ambulância. A expectativa é que tenham alta hospitalar ainda nesta terça (13).

Pelas redes sociais um primo de Ludmila, Joeldson Silva, agradeceu emocionado as mensagens de apoio que a família recebeu ao longo dos últimos dias. "Foi sensacional. Cada oração, cada sentimento. Só Deus para poder abençoar todos vocês", disse.