Mãe faz alerta após homem ser flagrado filmando partes íntimas de sua filha em loja de shopping em Natal

Uma mãe fez um importante alerta a outros responsáveis por crianças num vídeo postado nas redes sociais nesta terça-feira. Segundo seu relato, um homem foi flagrado pela câmera de monitoramento de uma loja num shopping em Natal, na segunda-feira, enquanto gravava com o celular as partes íntimas de sua filha mais nova, de 11 anos. A cena chamou atenção do segurança, que foi até o pai da menina avisar o que tinha ocorrido, mas o suspeito, a essa altura, já havia deixado o local e não foi mais localizado pela família. A mãe da vítima contou que registrou ocorrência por importunação sexual na Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) da capital potiguar e espera encontrar soluções para o caso.

MTV Miaw: MC Soffia desabafa sobre não ter acesso a camarote na premiação a que foi indicada

No Japão: Macaco que atacou pessoas é capturado e morto

— A minha filha não percebeu no momento, ficou paralisada, sem entender a situação — disse ela ao GLOBO nesta quarta-feira, criticando a reação da loja e do shopping diante da gravidade do episódio. — Eles expuseram toda a situação, mas não nos mostraram soluções. Até hoje estamos em busca dessas respostas. Não tivemos acesso às câmeras, a acolhimento, a basicamente nada. Tudo o que foi feito até agora foi a denúncia para que a Justiça investigue.

A mãe da menina disse que foi ao shopping comprar material escolar acompanhado de seu marido e suas duas filhas. Enquanto ela estava olhando produtos com a mais velha, de 14 anos, o pai ficou com a menor até ter sido abordado pelo segurança com o relato de que um homem apareceu no vídeo do circuito interno filmando a criança.

— O segurança da loja falou que era recorrente essa situação. Quando ele se encontra com o segurança do shopping, o outro falou "ah é aquele carinha que sempre aparece por aqui?" Tinha mais ou menos uns dois meses que ele não aparecia. Aí eu falei "então ele já faz isso?" Ele disse "sim, ele faz isso aqui, no mercado". É bem comum já — lamentou a mãe, que é psicóloga.

Por trabalhar com crianças e adolescentes, ela disse que sentiu a necessidade por contar o caso em seu perfil no Instagram para que a situação servisse de alerta.

— O que eu venho falar aqui é um alerta para os pais — afirmou. — Eu não venho aqui com a intenção de acusar a loja, shopping, nada disso. A intenção é que os pais fiquem alertas.

"Precisamos falar sobre violência e abuso sexual o ano todo. Precisamos conversar, acolher e responder as dúvidas e curiosidades sobre sexualidade dos nossos filhos. Precisamos vigiar o acesso deles às redes sociais e esclarecer o que é seguro e o que é possível para determinada idade. Precisamos ser colo, escuta e abrigo nas mais diversas situações. Educar não é fácil. Exige de nós, pais e responsáveis, muito autocuidado e acolhimento para exercer a parentalidade de forma consciente", diz um de seus Stories.

Ela explicou que naquele momento sua reação imediata não foi pedir explicações nem cobrar medidas, mas sim "sair correndo" para tentar localizar o indivíduo e apagar o vídeo que ele fez de sua filha pequena. A mãe disse que o suspeito deixou a loja e saiu do shopping logo após ter sido flagrado.

— Só queria que ligassem pra polícia. Liguei para o 190, fiz a denúncia e eles disseram que iam atrás do acusado, que fugiu — relatou. — A gente não percebeu. Eu estava distante do meu marido e foi ele quem viu toda a situação. Quando eu cheguei realmente eu só saí correndo atrás do acusado porque eu queria pegar o celular. Queria retirar as imagens da minha filha, mas eu não consegui.

Procurada, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte ainda não forneceu informações sobre o caso. O shopping e a loja também foram questionados, mas até o momento não se pronunciaram.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos