Média de casos de Covid salta e volta a ficar acima de 12 mil infecções diárias

·3 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 27.04.2021 - Vista aérea do cemitério de Vila Formosa, na zona leste de SP. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 27.04.2021 - Vista aérea do cemitério de Vila Formosa, na zona leste de SP. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A média móvel de casos de Covid no Brasil teve um salto em relação aos dados que vêm sendo registrados. Ela chegou 12.391 infecções por dia, aumento de 318% em relação ao dado de duas semanas atrás. Só nesta quarta-feira (5), foram registrados 27.578 casos de Covid no país.

O país também registrou 133 mortes pela doença e, assim, a média móvel de óbitos chegou a 98 e permanece estável (sem variações superiores a 15%). Desde o início da pandemia, 619.559 vidas foram perdidas e 22.349.605 pessoas tiveram diagnóstico positivo para Covid.

Nos últimos dias de 2021 e nos primeiros de 2022, o número diário de casos já vinha apresentando crescimentos.

O aumento nos registros de casos pode estar ligado a diversos fatores. Um deles é o aumento de fato das contaminações após as festas de fim de ano. O crescimento já era alertado por especialistas no fim do ano passado, que também destacavam a chegada ao país da extremamente contagiosa variante ômicron, que vem provocando recordes de infecções pelo mundo.

O aumento da positividade nos testes para Covid (em linhas gerais, percentual de testes positivos em relação aos testes feitos) tem sido relatado em diversos locais do país.

Também é necessário considerar a possibilidade de impacto no crescimento de casos derivado de represamentos de notificação pelas festas de fim de ano e pelo ataque hacker que afetou os sistema do Ministério da Saúde durante praticamente todo o mês de dezembro.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 também estão entre os afetados, em diversos estados, pelo ataque à página do ministério. De toda forma, as informações foram ao menos parcialmente atualizadas em 13 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 725.166 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quarta-feira. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 41.950 primeiras doses, 100.166 segundas doses. Além disso, foram registradas 2.771 doses únicas e 580.279 doses de reforço.

A Bahia revisou o número de segundas doses (-14.265) e de doses únicas (-157) aplicadas.

O Piauí também revisou parte de seus dados e teve registro de -1.449 primeiras doses.

Ao todo, 161.500.131 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil —139.191.062 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 143.810.302 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 75,71% da população com a 1ª dose e 67,42% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 99,64% e 88,72%.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos