Médico explica derrame pleural de Bruno Cardoso, do Sorriso Maroto

Bruno Cardoso foi diagnosticado com derrame pleural (reprodução / instagram @bcbrunocardoso)

Bruno Cardoso, o vocalista do Sorriso Maroto, se afastou do trabalho e cancelou a agenda de shows do grupo por diagnosticar um derrame pleural na última quinta-feira (8).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Conversamos com o médico clínico geral Felipe Alves dos Santos sobre a doença que alarmou os fãs e o mundo da música para entender o que é exatamente.

“O derrame pleural é o acúmulo de líquido ou outra substância, como sangue ou pus na membrana que cobre o pulmão. Esse acúmulo, dependendo da quantidade, pode dificultar a respiração.”

Leia também

Sintomas

Em comunicado publicado nas redes sociais, o cantor contou que há cerca de um mês tem se apresentado com dores musculares na região do tórax e dificuldades em respirar. “Dependendo da quantidade os sintomas podem ser: tosse seca, fosse com catarro, febre, falta de ar e dor no peito. No início pode não ter sintomas, isso depende da quantidade de derrame que se instalou”, explica Felipe sobre os sintomas para diagnosticar o derrame.

Causa e tratamento

Sem uma causa clara, o derrame pode acontecer por diversos problemas. “Pode ser por déficit cardíaco, doenças pulmonares crônicas como ocorre em fumantes e até mesmo pneumonia”, diz o médico.

Para tal, a melhor prevenção é ter práticas saudáveis. “Boa alimentação, exercícios regulares e se você começar a sentir os sintomas: procurar um médico. De preferência um que você já faz acompanhamento”, pontua