Médico japonês e cinco afegãos morrem em atentado em Nangarhar

Forças de segurança afegãs inspecionam o veículo no qual o médico japonês Tetsu Nakamura foi transportado, vítima de um ataque em Jalalabad

Um médico japonês, Tetsu Nakamura, e cinco afegãos morreram nesta quarta-feira em um atentado no leste do Afeganistão, anunciou o porta-voz do governo da província de Nangarhar, onde aconteceu o ataque.

Nakamura, fundador da ONG PMS, ficou gravemente ferido e morreu no aeroporto de Jalalabad, de onde seria transportado até Bagram, ao norte de Cabul.

"Depois de um tratamento inicial no hospital de Jalalabad, decidimos transferi-lo para Bagram (uma base aérea ao norte de Cabul), mas lamentavelmente faleceu no aeroporto de Jalalabad", declarou Attaullah Kogiyani, porta-voz da província de Nangarhar.

Os talibãs negaram qualquer responsabilidade no ataque nesta província, onde têm uma forte presença, mas que também abriga combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

"As organizações que contribuem para a reconstrução do Afeganistão têm boas relações com os talibãs e não são consideradas alvos dos mujahedines", declarou Zabihullah Mujahid, porta-voz dos talibãs, em um comunicado divulgado por WhatsApp.