Médico suspeito de cometer crimes de violação sexual contra mulheres é preso em Brasília

Um médico de 47 anos foi preso pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto Internacional de Brasília, neste domingo, sob suspeita de cometer crimes de violação sexual contra mulheres. O homem era foragido da justiça de Minas Gerais há mais de três anos e tinha um mandado de prisão preventiva em aberto pelo crime de violação sexual contra pacientes mulheres.

O homem foi levado para uma delegacia no Distrito Federal. O crime de violência sexual mediante fraude prevê pena de dois a seis anos de prisão.

Os crimes que teriam sido cometidos pelo médico ocorreram no interior Minas Gerais. Segundo registros obtidos pelo GLOBO, ao menos duas pacientes registraram boletins de ocorrência contra o profissional.

Ambas relatavam ter buscado atendimento em pronto socorro e que foram vítimas de violação sexual durante a consulta, quando o homem pediu para elas se despirem para exame clínico e fazia comentários sobre a aparência. Uma mulher disse que ele manteve relação sexual sem consentimento com ela. A outra relatou que foi molestada por ele, também sem consentimento.

O GLOBO não conseguiu contato com a defesa do médico.