Médicos de Covas detectam novo nódulo no fígado e prefeito volta à quimioterapia

Gustavo Schmitt
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO. Exames médicos realizados pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) nesta quarta-feira no Hospital Sírio Libanês apontaram surgimento de um novo nódulo no fígado. Com isso, Covas, que está em tratamento contra um câncer no trato digestivo, terá que interromper a imunoterapia e será submetido a um novo protocolo de quimioterapia.

Segundo o boletim médico, serão prescritas mais quatro sessões de 48 horas, com intervalos de 14 dias entre cada uma. Covas iniciou a quimioterapia nesta tarde e deverá ficar internado até sábado.

Covas foi internado nesta terça-feira, o que segue a rotina de tratamento para realização de exames de controle.

De acordo com os médicos, o prefeito está bem disposto, alimentando-se bem e recuperando peso após período de radioterapia.

Além disso, exames de imagem feitos mais cedo evidenciaram sucesso da radioterapia no controle dos linfonodos, próximos ao estômago do prefeito.

Covas está sob acompanhamento das equipes coordenadas pelos médicos David Uip, Dr. Roberto Kalil, Artur Katz, Tulio Eduardo Flesch Pfiffer e João Luis Fernandes da Silva.