Médicos turcos viajam até o Reino Unido para pressionar britânicas a operarem 'bumbum brasileiro'

Um fenômeno novo tem se popularizado no Reino Unido e levado mulheres a realizarem cirurgias plásticas em buscas de seios maiores e "bumbum brasileiro". Os procedimentos têm se tornado cada vez mais desejados entre as britânicas, graças a um esforço contínuo de médicos turcos em levar pacientes até o país do Oriente Médio para aplicarem os implantes.

Erisipela: entenda a doença que mantém Bolsonaro longe de aparições públicas

Saiba mais: o que é SARA, síndrome que provocou a morte de Isabel Salgado?

Sem permissão para operar na Grã-Bretanha, os profissionais organizam viagens no formato "roadshow" , onde conquistam a confiança de muita gente que, tempos depois, embarca para a Turquia motivado pelas intervenções cirúrgicas. Neste tipo de turismo, o objetivo é apresentar um produto ou serviço para pessoas desconhecidas por meio de eventos itinerantes.

Uma apuração do jornal britânico "The Daily Mail" aponta, no entanto, que, por vezes, o resultado dessas cirurgias não é nada satisfatório. Apesar de se tratarem de procedimentos mais baratos do que aqueles feitos em terras britânicas, em geral, pouco acompanhamento médico é prestado ao paciente, o qual precisa buscar as próprias consultas.

Dessa forma, as vítimas de operações malsucedidas acabam procurando o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido para "consertar o estrago". Dezenas de cirurgias corretivas já foram registradas nos centros públicos, o que custa milhões aos contribuintes e consomes recursos do sistema de saúde local.

Cesárea ou normal: tipo de parto influencia resposta do bebê às vacinas infantis

Exame de Lula: entenda o que é a leucoplasia na laringe apontada pelos médicos no presidente eleito

Mais do que isso, até o momento, há registros de pelo menos 20 britânicos mortos na Turquia depois de passarem por centros cirúrgicos por fins estéticos.