México expõe sua história pré-hispânica no Rockefeller Center

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Vista do Rockefeller Center (AFP/TIMOTHY A. CLARY)

Uma seleção de códices de povos mesoamericanos começou a ser exibida nesta terça-feira no Rockefeller Center, em Nova York, para lembrar os 500 anos da queda de Tenochtitlán - hoje Cidade do México - e os 200 anos de sua independência.

O que se sabe sobre a história do México pré-hispânico se deve principalmente a manuscritos ou códices que detalham sua rotina ou seus conhecimentos.

A primeira exposição pós-pandemia no edifício icônico de Nova York mostra meia dúzia de réplicas de alguns dos códices mais conhecidos que oferecem informações sobre religião, história, economia, geografia ou astronomia.

“Os códices eram a forma como as culturas pré-colombianas pensavam sobre si mesmas e o universo que as cercava”, explicou o cônsul-geral do México em Nova York, Jorge Islas López.

“Tínhamos que fazer algo grande” para comemorar os 500 anos de fundação do México com a queda de Tenochtitlán, e os 200 anos da “consumação” da independência da Espanha, disse à AFP o diretor do Instituto Cultura de México, Miguel Gleason Berumen.

af/ag/lm/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos