México inicia voos de repatriação voluntária de migrantes haitianos

·1 minuto de leitura
Nesta foto do Instituto Nacional de Migrações do México mostra membros da Guarda Nacional mexicana acompanhando o embarque voluntário de haitianos rumo a Porto Príncipe no aeroporto de Villahermosa, México, em 29 de setembro de 2021 (AFP/-)

Um grupo de 70 migrantes haitianos foi repatriado voluntariamente nesta quarta-feira (29) por autoridades mexicanas, como parte de um plano coordenado com o governo do Haiti, informou o Instituto Nacional de Migração do México (INM).

Os migrantes - 41 homens, 16 mulheres e 13 menores - partiram da cidade de Villahermosa (estado de Tabasco, sudeste) em direção a Porto Príncipe, capital do Haiti, detalhou o INM.

Ambos os governos concordaram em "iniciar o retorno voluntário assistido de migrantes estabelecidos no México para seu país de origem", acrescenta o texto.

Os estrangeiros permaneceram na Cidade do México, assim como nos estados de Hidalgo, México (centro) e Tabasco, indicou a instituição.

Essas ações fazem parte dos acordos alcançados em uma mesa de diálogo entre representantes do México e do Haiti, instalada em 21 de setembro, “para atender às necessidades das pessoas de origem haitiana localizadas em território nacional”, explicou o INM.

Dezenas de milhares de haitianos foram protagonistas, nos últimos três meses, de um êxodo que cruzou o continente de lugares distantes como Chile e Brasil para realizar o sonho de chegar aos Estados Unidos em busca de asilo.

Diante da recusa de Washington em recebê-los, muitos deles estão optando por refugiar-se no México e buscar oportunidades no país latino-americano, dado o caos que reina em seu país, um dos mais pobres e conflituosos do Hemisfério Ocidental.

jla/axm/dga/mvv/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos