México iniciará vacinação contra Covid-19 em meio a aumento de casos

·1 minuto de leitura
Presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, durante entrevista coletiva na Cidade do México

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O governo do México anunciou que iniciará as vacinações contra Covid-19 na quinta-feira, começando com os profissionais de saúde, após a chegada da primeira leva de doses a um país que enfrenta um aumento de infecções.

"Amanhã, vacinaremos", disse o presidente, Andrés Manuel López Obrador, em uma coletiva de imprensa de rotina do governo.

As vacinações começarão em hospitais da Cidade do México e na cidade de Saltillo, no norte, disse o presidente, falando pouco depois de as primeiras vacinas da Pfizer chegarem da Bélgica à capital mexicana de avião.

Imagens de vídeo da chegada do carregamento mostraram equipes descarregando contêineres de uma aeronave da DHL e autoridades mexicanas de alto escalão posando para fotos diante da remessa.

López Obrador disse que pressionará para que a vacina seja usada em mais áreas enquanto autoridades buscam chegar a trabalhadores de quase 1 mil hospitais de toda a nação que tratam de pacientes de coronavírus.

O México submeteu a populosa capital e dois Estados a lockdowns parciais para tentar evitar uma disseminação maior do vírus, ao mesmo tempo em que exorta os moradores a evitarem reuniões de fim de ano. O país acumula um total de 1.338.426 casos e 119.495 mortes.

A vacina contra Covid-19 da Pfizer é a primeira a chegar ao país.

A remessa será vigiada pelas Forças Armadas em um local equipado para armazenas as vacinas, disse López Obrador.

Cidadãos idosos e pessoas com doenças crônicas devem ser as próximas a receber as vacinações contra o coronavírus.

(Por Daina Beth Solomon e Anthony Esposito)