México pede que FBI acompanhe investigação de massacre de 9 mórmons

Membros da comunidade mórmon Lebarón chegam de avião ao município de Bavispe, na cordilheira de Sonora, México, em 6 de novembro de 2019.

O México solicitou o acompanhamento do FBI dos Estados Unidos para investigar o ataque de supostos traficantes de drogas que resultou na morte de três mulheres e seis crianças de uma comunidade mormon mexicana-americana assentada no norte do país, informou o governo neste domingo.

Um comunicado conjunto da chancelaria e da secretaria de Segurança informa que a solicitação ao FBI foi apresentada por meio de uma nota diplomática à embaixada dos Estados Unidos.

Se "oficializou o oferecimento ao FBI de acompanhar a investigação sobre o acontecimento em que foram vítimas cidadãos de nacionalidade americana no município de Bavispe, Sonora", aponta o comunicado.

O ataque aconteceu em 4 de novembro no estado de Sonora quando três mulheres, cada uma dirigindo uma caminhonete com várias crianças, foram atacadas por um comando que supostamente seria do cartel da Línea, antigo braço armado do cartel de Juárez.

O comunicado afirma que essa solicitação ao FBI se baseia no marco jurídico de cooperação bilateral, que contempla a colaboração em atividades de apoio técnico binacional.