Mísseis direcionados à embaixada dos EUA atingem Zona Verde de Bagdá, dizem fontes

·1 minuto de leitura

BAGDÁ (Reuters) - Pelo menos três mísseis Katyusha atingiram a fortemente protegida Zona Verde de Bagdá durante um ataque contra a embaixada dos Estados Unidos, disseram duas fontes de segurança iraquianas neste domingo.

Os militares iraquianos disseram que um "grupo fora da lei" disparou mísseis contra a Zona Verde.

Os mísseis atingiram um complexo residencial dentro da Zona Verde, danificando edifícios e carros, mas sem causar vítimas, disse um comunicado militar.

Sirenes soaram no complexo da embaixada dentro da zona, que abriga prédios do governo e missões estrangeiras.

Um sistema antimísseis desviou um dos mísseis, disse um oficial de segurança cujo escritório fica dentro da Zona Verde.

Nenhuma vítima foi relatada, disseram as fontes.

Autoridades norte-americanas culpam milícias apoiadas pelo Irã por ataques regulares com mísseis contra instalações dos EUA no Iraque, incluindo perto da embaixada em Bagdá. Nenhum grupo apoiado pelo Irã assumiu a responsabilidade de imediato.

Os Estados Unidos, que estão retirando gradualmente seus 5.000 soldados do Iraque, ameaçaram fechar sua embaixada a menos que o governo iraquiano controle as milícias iranianas.

(Reportagem de Ahmed Rasheed)