Músicos de orquestra da Maré tocam em ruas da Zona Sul

·1 minuto de leitura

RIO — Domingo, 2 de maio, a Caravana da Esperança, formada por músicos da Orquestra Maré do Amanhã, botou pela primeira vez seu trio elétrico na rua e encantou o público em isolamento social — gente caminhando nas ruas ou em janelas de apartamentos de bairros cariocas. A iniciativa musical e o fascínio que levou a quem a viu e ouviu viraram até notícia no “Jornal Nacional”.

Neste domingo, às 9h, o grupo de músicos voltará a subir no palco ambulante, que vai percorrer ruas da Zona Sul. A primeira nota será tocada na Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon, e dali o caminhão sonoro seguirá este roteiro: Visconde de Pirajá, Nossa Senhora de Copacabana, Prado Júnior, Barata Ribeiro, Rainha Elisabeth, Delfim Moreira e Vieira Souto, onde o espetáculo termina.

— A intenção é justamente levar conforto e deixar que a nossa música toque os corações das pessoas — afirma Carlos Eduardo Prazeres, fundador da orquestra.

O repertório inclui clássicos e música pop. Nessa viagem musical, o público pode tanto se deliciar com“Eine kleine natchmusik”, serenata composta por Mozart, quanto escutar criações mais atuais, como “Sweet child o’mine”, sucesso dos Guns ‘N Roses; e “Mulher de fases”, dos Raimundos. Basta sair à rua ou abrir a janela para o som entrar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos