Macedónia do Norte a caminho da UE

O parlamento da Macedónia do Norte aprovou por maioria a proposta francesa destinada a resolver a oposição da Bulgária abrindo assim a porta ao início de negociações com vista à adesão à União Europeia.

A oposição não gostou, abstendo-se e abandonando a câmara de 120 assentos.

O parlamento dominado pelos sociais-democratas com o apoio de partidos da minoria albanesa, aprovaram a proposta com um total de 68 votos.

O acordo alcançado implica uma alteração constitucional com vista a reconhecer a minoria búlgara.
As restantes questões serão discutidas diretamente entre Skopje e Sófia.

Em troca, a Bulgária retira as objeções ao início das negociações de adesão ao bloco europeu.

Em Bruxelas, as notícias foram recebidas com agrado.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen não escondeu a satisfação.

O Presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, saudou o passo tomado pela Macedónia do Norte.

Desde o início de julho que o bloco nacionalista da oposição lidera protestos diários sobre este acordo que denuncia como um perigo para a língua local e identidade do país.

Para terça-feira está previsto o arranque de negociações com a Albânia e Macedónia do Norte depois da luz verde dada pelo parlamento de Skopje.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos