Macêdo anuncia ex-presidente da Caixa para Secretaria Geral

Na direção do banco, a executiva participou da implementação do programa habitacional Minha Casa Minha Vida

Macêdo anuncia ex-presidente da Caixa para Secretaria Geral (Foto: Getty Images)
Macêdo anuncia ex-presidente da Caixa para Secretaria Geral (Foto: Getty Images)
  • O nome de Maria Fernanda Coelho, 61 anos, foi anunciado ocupar o cargo de secretária-executiva da pasta;

  • Funcionária da Caixa desde 1984, Maria Fernanda chegou à presidência do banco em 2006, onde ficou até 2011;

  • Na direção do banco, a executiva participou da implementação do programa habitacional Minha Casa Minha Vida.

O futuro ministro da Secretaria Geral da Presidência, Márcio Macêdo (PT-SE), anunciou nesta quarta-feira o nome de Maria Fernanda Coelho, 61 anos, para ocupar o cargo de secretária-executiva da pasta. Entre outras atribuições, a nova comandada vai cuidar das relações do governo com os movimentos sociais.

“Informo que a ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, será secretaria-executiva do ministério da Secretaria Geral da Presidência. Trabalharemos juntos para reconstruir o projeto de participação popular no Brasil,” disse Macêdo em uma postagem no Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Funcionária da Caixa desde 1984, Maria Fernanda chegou à presidência do banco em 2006, onde ficou até 2011. Na direção do banco, a executiva participou da implementação da política habitacional para baixa renda, Minha Casa Minha Vida e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A saída da executiva ocorreu após casos de fraude do Banco Panamericano. A explicação oficial para a saída dela foi o convite da então ministra do Planejamento Miriam Belchior para assumir uma diretoria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington.

No início de dezembro, quando ainda era cotada para assumir novamente a presidência da Caixa, Maria Fernanda chegou a entregar um relatório ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no qual propôs 12 mudanças nas diretrizes do banco.

A Secretaria Geral é um ministério importante pela proximidade com a Presidência da República. Quem ocupa o cargo despacha de dentro do Palácio do Planalto. Tem influência, por exemplo, sobre a agenda do chefe de estado.