Macron diz que França o colocou na frente nas eleições

Paris, 23 abr (EFE).- O social liberal Emmanuel Macron proclamou neste domingo perante seus seguidores que o povo francês decidiu colocá-lo na frente no primeiro turno das eleições presidenciais e agradeceu ao conservador François Fillon e ao socialista Benoît Hamon o apoio anunciado.

"Em um ano, mudamos a cara da política francesa", disse Macron, eufórico.

"Nosso país atravessa um momento inédito, marcado pelo terrorismo, o déficit, o sofrimento social e ecológico, e respondeu votando massivamente e decidiu me colocar nas cabeças do primeiro turno", apontou.

Depois de agradecer a todos os que o ajudaram a montar o partido "Em Movimento", ele pediu para os franceses se unirem.

Fez uma lembrança especial para sua esposa, Brigitte, e para sua família, e citou todos os seus rivais, exceto a candidata da extrema direita Marine Le Pen, contra quem enfrentará o segundo turno, em 7 de maio.

A partir de agora, disse, vai tentar unir o maior número de franceses que conseguir para "abrir um novo período da vida política" do país.

Macron assegurou que propõe "uma França mais forte e uma Europa que proteja" e apelou a "todos os patriotas" do país apoio ao seu projeto, em uma clara alusão aos eleitores tentados a ir na direção de sua oponente. EFE