Macron e Biden compartilham vários "pontos de vista", especialmente sobre covid-19 e clima (Eliseu)

·1 minuto de leitura
O presidente da França, Emmanuel Macron, 12 de janeiro de 2021

Os presidentes da França, Emmanuel Macron, e dos Estados Unidos, Joe Biden, "constataram uma grande convergência de pontos de vista" em várias questões internacionais, como a luta contra a covid-19 "no âmbito da OMS" e o clima, revelou a presidência francesa neste domingo (24).

Em sua primeira conversa telefônica desde a posse de Biden, os dois chefes de Estado afirmaram "sua disposição de agir juntos pela paz no Oriente Médio, em particular no dossiê nuclear iraniano", disse o Palácio do Eliseu.

Essa "conversa amigável e de trabalho" durou uma hora, especificou o gabinete do presidente francês.

Por sua vez, a Casa Branca indicou que Joe Biden transmitiu a Emmanuel Macron "o seu desejo de fortalecer os laços bilaterais" com a França, "nosso mais antigo aliado", mas também "a relação transatlântica" através da "Otan e da associação dos Estados Unidos com a União Europeia".

Macron elogiou na quarta-feira, dia da posse de Joe Biden, a decisão de Washington de voltar a aderir ao Acordo Climático de Paris e à Organização Mundial da Saúde (OMS), do qual os Estados Unidos se dissociaram durante a gestão de Donald Trump.

Ambos os líderes concordaram com a necessidade de coordenação ao enfrentar "desafios comuns como mudança climática, covid-19 e a restauração da economia mundial", segundo o comunicado da Casa Branca.

"Eles também concordaram em trabalhar juntos em prioridades comuns em política externa, especialmente [em questões relacionadas à] China, Oriente Médio, Rússia e Sahel", revelou o comunicado americano.

Em todas essas questões, os dois líderes "concordaram em manter um contato muito próximo nas próximas semanas", de acordo com o Eliseu.

jri/reb/lpt/am