Macron perde maioria absoluta no 2° turno da eleição legislativa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os franceses foram às urnas neste domingo (19) para o segundo turno da eleição legislativa. De acordo com os resultados provisórios divulgados às 20h pelo horário local (15h em Brasília), a coalizão formada em torno do partido do presidente Emmanuel Macron conseguiu 224 cadeiras dos votos, contra 149 da união da esquerda. Com o resultado, o chefe de Estado, reeleito em abril, perde a maioria absoluta na Assembleia e terá que negociar com a esquerda durante seu segundo mandato. O pleito também mostra um avanço importante da extrema direita, com 89 deputados eleitos.

Em razão do sistema eleitoral francês, majoritário, a coalizão de Macron precisava eleger 289 dos 577 deputados para que o presidente pudesse implementar sem obstáculos as reformas que prometeu durante a campanha. Como não alcançou esse número, ele ficará dependente de acordos com a oposição para aprovar projetos de lei e reformas do Executivo.

O principal rival de Macron nesse pleito era a Nova União Popular Ecológica e Social (Nupes), coalizão que, pela primeira vez em 25 anos, conseguiu se reunir em um único grupo boa parte da esquerda, com a participação dos ecologistas, comunistas e socialistas, além da França Insubmissa (FI), partido da esquerda radical.

"É uma situação totalmente inesperada, inédita. A derrota do partido presidencial é total e não aparece nenhuma maioria", celebrou Melénchon logo após a divulgação dos primeiros resultados.

Extrema direita em alta


Leia mais

Leia também:
Macron busca estratégia para barrar avanço da coalizão de esquerda no 2° turno das legislativas
França: taxa de participação oscila no 2º turno da eleição legislativa
Votação de franceses no exterior reflete polarização das eleições legislativas na França

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos