Macron, Scholz e Draghi defendem Ucrânia

Presidente francês, chanceler alemão e primeiro-ministro italiano foram a Kiev manifestar apoio à Ucrânia no caminho para a integração europeia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos