Madeira realiza missa por 29 alemães mortos em acidente de ônibus

Por Bruno CRAVO, avec Thomas CABRAL à Lisbonne et Mathieu FOULKES à Berlin
Ministro alemão de Relações Exteriores Heiko Maas (2º da direita para a esquerda), seu homólogo português Augusto Santos Silva (à esquerda) e o vice-presidente do governo regional de Madeira observam um minuto de silêncio em 18 de abril de 2019

A ilha portuguesa de Madeira vai realizar nesta sexta-feira uma missa em memória dos 29 turistas alemães mortos nesta quarta-feira em um acidente de ônibus, cujas vítimas ainda devem ser repatriadas.

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, deve chegar ao arquipélago na tarde desta sexta-feira.

Lá, visitará Caniço, onde aconteceu o acidente, e o hospital de Funchal, onde estão internados os feridos, antes de participar da missa na igreja presbiteriana da capital regional.

Foram decretados três dias de luto oficial em Portugal na quinta.

Na quarta à tarde, 29 turistas alemães morreram em um acidente em um ônibus que tinha acabado de deixar seu hotel em Madeira para conduzi-los a um restaurante.

O ônibus saiu da estrada em uma curva e caiu dezenas de metros abaixo, sobre uma casa construída no pé de uma colina.

Dezessete mulheres e 12 homens alemães morreram, segundo autoridades locais. Outras 27 pessoas ficaram feridas, 25 delas alemãs e dois portugueses, um motorista e um guia.

O Ministério Público de Madeira abriu uma investigação das causas do acidente.