Madonna compartilha vídeo viral sobre cloroquina, e Instagram avisa que é fake news

A cantora americana Madonna

A cantora Madonna, de 61 anos, surpreendeu seus seguidores, na noite de terça-feira, ao postar em seus redes sociais um vídeo viral de uma médica americana chamada Stella Immanuel sobre a hidroxicloroquina. O Instagram marcou como fake news o post, que depois foi excluído pela artista. Ao compartilhar o vídeo, a americana escreveu na legenda que algumas pessoas não querem ouvir a verdade, especialmente as que lucram com a longa busca pela vacina e disse ainda que a cura para a Covid-19 está disponível há meses.

O post de Madonna pegou seus fãs de surpresa, já que ela doou US$ 1 milhão para uma campanha que busca fundos para acelerar as pesquisas por uma vacina contra o novo coronavírus. A americana anunciou em maio que teve Covid, após apresentar resultado positivo no exame de anticorpos. Ela ficou doente em Paris, onde teve que cancelar dois shows de sua turnê internacional "Madame X Tour", que terminou antes das últimas apresentações previstas para a capital francesa.

O conteúdo compartilhado pela rainha do pop já havia sido disseminado por outras pessoas no Facebook e no YouTube, e foi derrubado por violar as regras desses sites sobre desinformação sobre a Covid-19, após acumular milhões de visualizações. No vídeo enganador, os médicos apontam a hidroxicloroquina como uma cura para o coronavírus e desconsideram a necessidade de máscaras faciais contra a pandemia. O site de notícias da direita Breitbart News, que postou a gravação, mostrou uma captura de tela de seus 17 milhões de visualizações no Facebook antes de ser retirado.

No mês passado, os Estados Unidos revogaram sua autorização de uso emergencial para a hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus, após vários estudos duvidarem de sua eficácia. O presidente americano Donald Trump vinha promovendo o medicamento e disse que ele próprio usou. O chefe de Estado retuitou para seus 84 milhões de seguidores um post na segunda-feira contendo um link para o mesmo conteúdo, que também foi excluído como parte das ações de execução do Twitter.

Fãs da cantora nas redes sociais faziam suposições de que ela teria sido hackeada, já que criticou a abordagem de Trump nas redes sociais por diversas vezes. Alguns alegaram que ela estaria fazendo uma ação de marketing para mostrar a ineficácia do remédio, e outros que ela pode ter se confundido. Especulações a parte, a cantora até agora não se manifestou.

 

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.