Madre Catarina: preso homem que se passa por freira e realiza procedimentos cirúrgicos sem formação em SC

·1 min de leitura

RIO - A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu um homem, que se intitulava médium e realizava procedimentos clínicos e cirúrgicos, sem a devida formação técnica nos municípios de Timbó, Blumenau e Ibirama, no Vale do Itajaí. Vestido de freira e conhecido como Madre Catarina, ele divulgava alguns dos procedimentos em um canal nas redes sociais.

Durante uma operação “Sancta Pecúnia” contra associação criminosa, a polícia apreendeu a roupa usada pelo homem e pertences que eram utilizados nos procedimentos, além de R$ 2.850 em dinheiro. Foram cumpridos também quatro mandados de busca e apreensão. Além disso, a pedido da Polícia Civil, o Poder Judiciário determinou a indisponibilidade de quatro veículos, pois suspeita-se que os carros teriam sido comprados com a prática dos atendimentos ilícitos.

Em um dos vídeos publicado na web, a 'madre' mostra uma ‘cirurgia’ para a retirada de um tumor externo localizado na face de um paciente. Em outro, a suposta freira retira um cálculo renal de um cliente.

Segundo a Polícia Civil, seus atendimentos custavam R$ 100 e cada procedimento era R$ 300. Além de pequenas cirurgias, a 'madre' utilizava de elementos religiosos para prometer a cura de doenças.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos