Madureira será o primeiro bairro do Rio contemplado pelo programa Zonas de Cultura

·1 minuto de leitura

RIO - Tendo como ponto de partida Madureira para ser o primeiro bairro cultural do Rio, a Secretaria municipal de Cultura lançou, neste sábado, o programa “Zonas de Cultura”, que prevê, por meio de edital, o pagamento de bolsas de desenvolvimento cultural, apoio a eventos e a ações culturais com impacto no território. A cerimônia foi realizada na Arena Carioca Fernando Torres, no Parque Madureira.

— Madureira já é zona de cultura, o que faltava era o poder público chegar. Na minha primeira conversa com o prefeito Eduardo Paes em dezembro eu expus que grandes cidades do mundo se desenvolveram no campo da economia criativa com investimentos em cultura nos territórios — disse o secretário municipal de Cultura, Marcus Faustini.

Segundo o secretário, em janeiro de 2022, Madureira já funcionará como uma Zona de Cultura para valorizar a economia criativa. Até 2024, a cidade vai ganhar outras Zonas de Cultura. De acordo com o Plano Estratégico da prefeitura, a meta é mobilizar até três milhões de pessoas com este programa.

No último dia 16, foi publicado no Diário Oficial um aviso de chamamento público convocando organizações da sociedade civil interessadas na execução integral do programa. O investimento inicial será de R$ 1,5 milhão. O investimento inicial será de R$ 1,5 milhão. A previsão, segundo Faustini, é dobrar no ano seguinte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos