Maduro busca atrair investimentos turcos na Venezuela

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em visita a Ancara, fez nesta quarta-feira (8) um novo apelo para que o empresariado turco invista em seu país, destacando oportunidades em áreas como petróleo, gás e mineração.

Maduro insistiu que seu país está “em processo de recuperação econômica”, em meio a uma bateria de sanções internacionais, que incluem um embargo americano a seu petróleo.

A Venezuela vive a pior crise econômica de sua história moderna e até o fim de 2021 estava há pelo menos sete anos em recessão.

“Esse ano de 2022 é um ano em que se espera um crescimento superior”, previu Maduro em uma coletiva de imprensa com seu par turco, Recep Tayyip Erdogan.

“É o momento para os investimentos da Turquia na Venezuela, para que cheguem no turismo, na mineração, na indústria, na logística, nos bancos, no petróleo, no gás, no carvão”, declarou.

A viagem de Maduro coincide com a Cúpula das Américas, que começou na segunda-feira em Los Angeles e para a qual não foram convidados os governos de Cuba, Nicarágua e Venezuela, considerados “ditaduras” por Washington.

Erdogan também foi excluído de uma cúpula sobre democracia, igualmente organizada pelos Estados Unidos em dezembro do ano passado.

O presidente da Turquia, integrante da Otan, foi um dos poucos líderes mundiais que apoiou Maduro depois que Washington e dezenas de líderes rechaçaram sua reeleição em 2018 e reconheceram o opositor Juan Guaidó como presidente em exercício do país.

“A Turquia sempre esteve ao nosso lado”, disse Maduro, que já havia pedido investimentos turcos em abril, durante a visita do chanceler Mevlut Cavusoglu.

Erdogan, por sua vez, anunciou a intenção de visitar a Venezuela em julho. Os dois países estão vinculados por mais de 50 acordos comerciais, incluindo três assinados nesta quarta em turismo, agricultura e negócios bancários.

O comércio bilateral quase triplicou em três anos, chegando a cerca de 1 bilhão de dólares, apontou Erdogan.

Após a Turquia, Maduro deve visitar a Argélia na quinta-feira.

ach/jt/ba/mr/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos