Maduro rejeita resolução da OEA e a acusa de ser "tribunal de inquisição"

Caracas (Venezuela), 4 abr (EFE).=. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, rejeitou nesta segunda-feira a resolução da Organização dos Estados Americanos (OEA) onde afirma que no país há "uma grave alteração inconstitucional" e a acusou de pretender se transformar em um "tribunal de inquisição" para perseguir sua nação.

"Não tem nada a ver com a Venezuela, um comunicado insosso, não operacional. O que tem efeito na Venezuela é uma grande indignação e uma grande rejeição, eu chamo o povo da Venezuela para rejeitar essa política intervencionista", disse Maduro, em emissora pública de rádio e televisão. IMAGENS EFE/EPA E CEDIDAS PELA VTV. EFE TV - Madrid - 10:32 GMT. Tags: venezuela,maduro,oea,efe. Twitter: www.twitter.com/brasilefe . WEB: www.efeservicios.com .