Mãe de jovem que desapareceu ao sair para comprar colchão diz: "Perdendo esperanças"

Jovem desapareceu na cidade de Tapiraí - Foto: Arquivo Pessoal
Jovem desapareceu na cidade de Tapiraí - Foto: Arquivo Pessoal
  • Jovem desapareceu no interior de São Paulo após sair para comprar colchão na última quarta (10)

  • Ela foi vista pela última vez indo comprar colchão na cidade de Piedade

  • Mãe admitiu que está perdendo as esperanças

O desaparecimento da jovem Francine Antunes Ortiz, de 23 anos, deixou a família desesperada em Tapiraí, no interior de São Paulo. Já são cinco dias sem notícias da mulher.

De acordo com o boletim de ocorrência do caso, Francine foi vista pela última vez no último dia 10, quando pegou um ônibus rumo à cidade vizinha, de Piedade, para comprar um colchão.

"Francine nunca fez isso, não é o perfil dela. Era para ela voltar no ônibus das 11h. Comecei a ligar para ela, mas só dá caixa-postal. Meu coração de mãe já sabia que tinha acontecido alguma coisa. Eu não consigo dormir com tanta essa incerteza e sofrimento. Como mãe, eu tento ficar firme, mas estou perdendo as esperanças”, disse a mãe, Rosana Antunes, ao g1.

A jovem trabalha como atendente de supermercado e no dia do desaparecimento vestia uma jaqueta verde e levava apenas a bolsa e o celular.

A Guarda Civil Municipal e as polícias civil e militar formaram equipes para realizar buscas nos possíveis destinos de Francine entre as duas cidades. A família da jovem, porém, cobra resultados.

"A polícia disse que está investigando, mas não vejo progresso e as pessoas estão passando muitas informações desencontradas. Sem prova nenhuma. Eu acho muito estranho, numa cidade como Tapiraí, ninguém ver a Francine subir no ônibus. Isso só deixa o meu coração mais aflito", contou Rosana.

Apelo da mãe

A mãe da jovem afirmou que ela nunca desapareceu antes e fez um apelo aos moradores da região.

"Minha filha é uma pessoa correta, nunca deu trabalho. Meu maior medo é que alguém possa ter feito mal pra ela. Meu coração dói só de pensar. Peço que as pessoas ajudem nas buscas. Me ajudem a encontrar minha filhinha", desabafou.