Mãe de mochileira irá contar à filha que namorado morreu em acidente: 'não podemos mais adiar'

·3 min de leitura
Casal viajava por todo o Brasil de moto - Foto: Reprodução/Facebook
Casal viajava por todo o Brasil de moto - Foto: Reprodução/Facebook
  • Jennifer e Tiago sofreram acidente após viajarem oito meses juntos

  • Ele ficou internado, mas não resistiu e faleceu na última sexta-feira

  • Jovem precisou passar por diversas cirurgias, mas já se encontra estável

A mãe da jovem Jennifer Santos, de 19 anos, que sofreu um acidente enquanto mochilava com o namorado Tiago Escarcell Boher, de 32 anos, disse que não pode ‘mais adiar’ contar à filha que o companheiro faleceu. Jennifer está internada na Santa Casa de Campo Grande desde que o casal sofreu um acidente de moto, na última terça-feira (16).

“Não podemos mais adiar, ela pergunta dele a todo momento, minha filha precisa saber por mim”, disse Angélica Santos Pereira, de 49 anos, que decidiu contar hoje a Angélica que Tiago faleceu na sexta-feira passada (19).

“A minha preocupação é outra pessoa falar, eu tenho que dar essa notícia e abraçar minha filha. Sei que hoje o dia não será bom, não deixo ela entrar em nenhuma rede social com medo de ver a notícia, não sei como ela irá reagir”, afirmou ao portal G1.

A mãe se preocupa com a maneira que a filha irá receber a notícia, mas acredita que já está na hora. Angélica será acompanhada por psicólogos no momento em revelar a morte para ela.

A jovem precisou passar por cirurgias, incluindo para amputar dois dedos e uma parte do pé, além de ter colocado pinos na perna e bacia. No total, precisou ficar sete dias no Centro de Terapia Intensivo (CTI), antes de ter alta e ser transferida para um quarto.

No entanto, sua mãe diz que sua maior preocupação é com sua saúde mental."Como vai ser a vida dela daqui pra frente? Minha filha precisa ser muito forte", declarou.

Angélica demonstra alívio com a melhora da filha e aguarda o momento em que poderá levá-la de volta a Pelotas (RS), onde vivem. “Fiquei bem faceira quando soube que ela iria para o quarto, significa que ela vai melhorar e não tem risco de vida, mas sabemos que ela vai ficar um bom tempo internada, ainda assim não posso reclamar, minha filha vai sair dessa e vamos voltar para casa juntas”, disse.

O último boletim divulgado pela Santa Casa de Campo Grande afirma que a jovem sofreu múltiplas fraturas pelo corpo e está em observação clínica, consciente, orientada e estável.

O acidente

O casal de mochileiros cruzava o Brasil quando sofreu um acidente de trânsito na última terça-feira (16), na BR-060, entre o distrito de Bela Alvorada e Paraíso das Águas, no Mato Grosso do Sul.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acidente aconteceu por volta das 15 horas, quando um homem, de 63 anos, que pilotava uma motocicleta de luxo, tentou ultrapassar um caminhão em uma zona proibida e colidiu com Tiago e Jennifer.

O casal foi arremessado com o impacto para a margem da rodovia, enquanto o piloto foi atingido por uma carreta e faleceu no local.

Tiago Escarcell Boher, de 32 anos, e Jennifer Santos, 19, foram levados à Santa Casa de Campo Grande, em estado grave. Tiago teve a perna esquerda amputada no acidente. Já Jennifer sofreu múltiplas fraturas pelo corpo. Ele, no entanto, não resistiu aos ferimentos e faleceu na última sexta-feira (19).

O casal estava há oito meses e 13 dias rodando pelas estradas com uma motocicleta e havia recém-chegado a Mato Grosso do Sul. Horas antes do acidente, o rapaz compartilhou uma mensagem no Facebook, emocionado por finalmente alcançar a última parada da viagem após rodar por todos os outros estados do Brasil.

“Concluímos os 27 estados [incluindo Distrito Federal], acabamos de chegar em Mato Grosso do Sul, demos a volta no Brasil! Acabamos de chegar e estamos cansados. Ontem dormimos só três horas, tá sendo uma história que está marcada. Nem sei o que dizer, bora viver!”, escreveu Tiago.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos