Mãe do piloto que levava Boechat morre 3 dias depois do filho

Philomena Augusto da Silva, de 80 anos, sofria de câncer e estava no hospital. (Foto: Reprodução/Instagram)
Philomena Augusto da Silva, de 80 anos, sofria de câncer e estava no hospital. (Foto: Reprodução/Instagram)

A mãe do piloto do helicóptero Ronaldo Quattrucci, 56 anos, que levava o jornalista Ricardo Boechat, morreu 3 dias depois do filho. As informações são do portal G1.

Philomena Augusto da Silva, 80 anos, sofria de câncer e estava no hospital. Como já estava em estado terminal, ela não chegou a saber da morte do filho, segundo apurou o G1. A filha de Ronaldo, Amanda Martinez, postou nas redes sociais uma homenagem para a avó e o pai.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Rogério Quattrucci, irmão de Ronaldo e filho de Philomena, também faleceu em um acidente de helicóptero em 1998. Além dos dois filhos que faleceram, Philomena tinha mais uma filha.

O corpo da mãe do piloto também foi velado no Cemitério São Paulo, em Pinheiros, no mesmo dia do falecimento. A missa de sétimo dia de Ronaldo e Philomena acontecerá na próxima segunda-feira (18), às 19h30, na Igreja Cristo Rei, no Tatuapé.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos