Mãe de Viih Tube abre processo após ser ameaçada de morte: "As pessoas estão doentes"

Stefanie Gaspar
·2 minuto de leitura
A influenciadora foi líder da semana (Foto: Reprodução/Globo)
A influenciadora foi líder da semana (Foto: Reprodução/Globo)

Resumo da notícia

  • Viviane Mara, mãe de Viih Tube, resolveu entrar na justiça após receber ameaças de morte

  • A imagem de vilã da sister rendeu muitos ataques nas redes sociais

  • Viviane também lamentou os memes feitos com a imagem da filha

Em uma série de stories publicados nesta quarta-feira (21), Viviane Mara, mãe de Viih Tube do 'BBB21', afirmou que abriu processo contra alguns perfis após receber ameaças de morte contra ela e a filha. Viih já é considerada pelo público como a grande vilã da reta final do 'BBB21', e Viviane lamentou que a imagem negativa da filha esteja rendendo ameaças e piadas de mau gosto.

"Por trás disso tem alguém e vamos investigar. Com toda certeza fã do João não é, é disfarce. Mais um perfil fake, que nem tem postagem e com ameaças", comentou, mostrando os prints de uma mensagem de um perfil supostamente dedicado ao participante João Luiz: "Morre você e a Viih Tube. Odeio ela, mulher falsa, nojenta. Tem que matar ela com tiro para ver se para de ser falsa. Eu matava ela e jogava o corpo para os cachorros comerem", escreveu o hater.

Leia também:

Viviane mostrou a abertura do processo, e afirmou que não vai se calar diante dos ataques de ódio.

Ataques de ódio contra Viih Tube protocolados por Viviane Mara
Ataques de ódio contra Viih Tube protocolados por Viviane Mara
Ataques de ódio protocolados pela mãe de Viih Tube
Ataques de ódio protocolados pela mãe de Viih Tube

Viviane também se revoltou com alguns memes feitos com a imagem da filha, e mostrou uma piada que comparou o tempo que Viih Tube permaneceu no reality com a demora da pandemia da Covid-19. "Hoje cansei, sério, o povo aqui fora está doente, de fato tem perfil biscoiteiro e oportunista, onde vamos parar, Brasil? Tanta gente morrendo e com uma irresponsabilidade tamanha, falar de algo tão sério, estou pasma. Temos mesmo que normalizar esse tipo de brincadeira e comparações com algo tão sério quanto uma pandemia? Normalizar fake news, ameaças, discurso de ódio para nos enquadrarmos no "espírito esportivo de um meme"? Será?", escreveu.