Caso Henry Borel: Monique, mãe de menino, se apresenta à Justiça e volta para prisão

Ela e o ex-vereador Dr. Jairinho, padrasto de Henry Borel, são réus pela morte da criança; segundo a polícia, Jairinho torturou o menino, e a mãe sabia.
Ela e o ex-vereador Dr. Jairinho, padrasto de Henry Borel, são réus pela morte da criança; segundo a polícia, Jairinho torturou o menino, e a mãe sabia.

A mãe do menino Henry Borel, Monique Medeiros, se apresentou na 16ª DP (Barra da Tijuca) na noite desta terça-feira (28), para voltar à prisão, cumprindo determinação da Justiça. As informações são do G1.

Monique será levada para o Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar do Rio, em Niterói.

Nesta terça-feira, a Justiça do Rio de Janeiro ordenou que Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, retorne para a cadeia por envolvimento na morte do próprio filho, em abril do ano passado.

Ela e o ex-vereador Dr. Jairinho, padrasto de Henry, são réus pela morte da criança; segundo a polícia, Jairinho torturou o menino, e a mãe sabia.

O desembargador Joaquim Domingos de Almeida Neto, da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, acatou um recurso do Ministério Público (MP) contra uma decisão da 2ª Vara Criminal do Rio do início de abril que permitiu que Monique fosse solta usando tornozeleira eletrônica.

O mesmo desembargador, na última sexta-feira (24), negou um pedido de relaxamento de prisão para Jairinho. Ele afirmou que não há provas ou fatos que justifiquem uma soltura do ex-vereador, acusado de torturar o menino Henry Borel.

O retorno de Monique à prisão foi comemorado por Leniel Borel, pai de Henry.

"O sentimento é de justiça sendo feita. Respeitamos a decisão [anterior, que concedeu a prisão domiciliar], mas não concordamos. Graças a Deus temos o Ministério Público, o promotor Fábio Vieira. A decisão foi por unanimidade e não tinha nada de novo."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos