Mães entregam filhos a militares britânicos no aeroporto de Cabul: “Salvem meu bebê”

·2 minuto de leitura
Pessoas tentam pular o muro do aeroporto para fugir do Afeganistão (STR/NurPhoto via Getty Images)
Pessoas tentam pular o muro do aeroporto para fugir do Afeganistão (STR/NurPhoto via Getty Images)
  • Pais e mães tentam fugir com seus filhos do Afeganistão, após a retomada do poder pelo Talibã

  • No desespero, diversos deles entregaram bebês a militares britânicos para que fossem levados

  • As cenas de caos e horror foram relatadas por soldados da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos

O desespero com a tomada do país pelo Talibã fez com que pais e mães entregassem os próprios filhos a militares no aeroporto de Cabul, na tentativa de retirá-los do Afeganistão.

Vídeos gravados por testemunhas mostram centenas de afegãos amontoados nos arredores do aeroporto. Alguns deles tentam pular o muro, na esperança de conseguir embarcar em algum avião para fugir do país.

Leia também:

Outros, porém, tentam tirar os filhos do local. As imagens mostram crianças sendo passadas de mãos em mãos até serem entregues para militares britânicos que aparecem no alto do muro.

O secretário de Defesa do país, Ben Wallace, no entanto, explicou à agência Reuters que os soldados não podem retirar as crianças do território afegão desacompanhadas.

“Não podemos simplesmente levar um menor por conta própria. A criança foi levada porque a família também será levada. É muito, muito difícil para aqueles soldados, como mostram as filmagens, lidar com algumas pessoas desesperadas, muitas das quais estão apenas querendo deixar o país”, declarou.

Bebês presos no arame farpado

Vídeos compartilhados pela organização Rise to Peace mostram mulheres e crianças sendo auxiliadas por soldados norte-americanos a pular o muro do aeroporto. Em outras filmagens, porém, os próprios militares dos Estados Unidos são acusados de lançar granadas de fumaça para tentar afastar os afegãos.

Em entrevista ao jornal britânico The Independent, um militar britânico que atua como paraquedista em Cabul relatou o desespero de mães na busca por tirar os filhos do país.

“Elas gritavam 'salve meu bebê' e jogaram os bebês em nós, alguns deles caíram no arame farpado. Foi horrível o que aconteceu. Ao final da noite, não havia nenhum homem entre nós que não estivesse chorando”, disse.

“Foi terrível. As mulheres estavam jogando seus bebês por cima do arame farpado, pedindo aos soldados para levá-los. Alguns ficaram presos no arame”, contou um soldado à rede de televisão Sky News.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos