Magdalena Andersson é eleita primeira chefe de Governo mulher da Suécia

·1 min de leitura

A líder social-democrata da Suécia, Magdalena Andersson, foi eleita pelo Parlamento nesta segunda-feira (29) ao cargo de primeira-ministra, uma semana após ter sido escolhida e renunciar, horas depois, por falta de apoio.

Economista, de 54 anos, Andersson ocupava o cargo de ministra das Finanças, desde 2014. Ela será a primeira mulher a se tornar chefe de Governo na Suécia.

Magdalena Andersson foi eleita com 173 votos contrários dos deputados, 101 a favor e 75 abstenções. Na Suécia, um governo é aprovado se a maioria absoluta (175 deputados) não vota contra a candidatura.

O país lidera o ranking dos países com maior igualdade de gênero na Europa. Porém, ao contrário dos outros países nórdicos, desde a criação do cargo de premiê, em 1876, o país nunca teve uma mulher à frente do governo.

Magdalena Andersson vai liderar um governo minoritário, formado por seu próprio partido, que possui apenas 100 eleitos, entre 349 do Parlamento unicameral. Esse é o mais fraco apoio a um governo na Suécia, desde 1979.

Na quarta-feira da semana passada, Magdalena Andersson foi eleita primeira-ministra, depois não conseguiu a aprovação de seu orçamento e renunciou, após a retirada de apoio dos deputados ecologistas. Com a saída dos Verdes, a nova primeira-ministra vai liderar um governo totalmente social-democrata.

A Suécia, apesar de estar acostumada com situações complicadas no Parlamento, especialmente desde 2018, nunca havia passado por algo parecido.


Leia mais

Leia também:
Premiê da Suécia renuncia após derrota em moção de censura no Parlamento
Após renúncia de premiê, Suécia pode ter primeira mulher como chefe de Governo
Quem é Magdalena Andersson, primeira mulher à frente do governo da Suécia?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos