Maioria afirma ser contra casais homossexuais em propagandas de TV, diz pesquisa

·1 min de leitura
Foto: Getty Images.
Foto: Getty Images.
  • De acordo com levantamento do Datafolha, 51% da população afirma que “comerciais com casais homossexuais devem ser proibidos para proteger as crianças”;

  • Enquanto isso, 45% dos entrevistados discordam totalmente ou em parte com a afirmação; 2% não sabe opinar;

  • Entre os homens (55%), a concordância com a proibição de propagandas com casais homossexuais é maior do que entre as mulheres (48%).

Pesquisa do Datafolha feita entre os dias 13 e 16 de dezembro demonstra que pouco mais da metade da população (51%) concorda totalmente ou em parte com a afirmação de que “comerciais com casais homossexuais devem ser proibidos para proteger as crianças”.

O resultado da pesquisa veio da análise de concordância ou não em sete afirmações sobre temas presentes no debate social. Foram 3.666 entrevistas com indivíduos de 16 anos ou mais, e em 191 municípios do Brasil.

Leia também:

Contudo, 45% dos entrevistados dizem discordar totalmente ou em parte da frase, enquanto 2% afirmam não saber.

Entre os homens (55%), e os menos escolarizados (57%), a concordância é maior. Já entre as mulheres, a concordância chega a 48%, enquanto entre aqueles com ensino superior completo o número chega a 39%.

Os evangélicos compõem parte significativa do discurso, ou seja, 67% dos entrevistados no segmento da pesquisa, contra 50% dos católicos e 40% dos espíritas.

A afirmação é também aderida entre cerca de 3 a cada 4 (74%) eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem grande apoio no segmento evangélico e conta com um histórico de frases homofóbicas em sua trajetória.

Com informações do Jornal Folha de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos