Mais de 1,7 mi de carros devem deixar SP neste feriado; rodízio é suspenso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais de 1,7 milhão de carros devem deixar São Paulo a partir desta quinta (20) em direção ao litoral paulista e ao interior do Estado por causa do ferido de Tiradentes, celebrado nesta sexta (21).

A estimativa é da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), que também suspendeu o rodízio de veículos na cidade na sexta (21).

As demais restrições de veículos, como a de fretados e a de caminhões, também ficarão suspensas no feriado, mas voltarão a vigorar normalmente no sábado (22). Apenas o rodízio de veículos, que vale desde 1997, será retomado na próxima segunda (24) a partir das 7h.

De acordo com o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o motorista que trafegar em locais e horários não permitidos será penalizado com infração média, e receberá quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e multa de R$ 130,16.

Além disso, fica permitida, de acordo com portaria municipal do ano passado, a circulação de veículos particulares em todas as faixas exclusivas de ônibus à esquerda e à direita durante o feriado, além de corredores exclusivos como o da Lapa, da Rio Branco, da Rebouças e da av. Nove de Julho. A liberação não se aplica às faixas exclusivas de ônibus ativadas como medida operacional de desvios da avenida Paulista.

De acordo com a companhia, a Zona Azul funcionará conforme sinalização existente -os horários de ativação estão dispostos nas placas indicativas. As ciclofaixas de lazer serão ativadas nesta sexta (21) e, também, no domingo (23), das 7h às 16h.

A CET recomenda aos motoristas que programem sua viagem a partir das 22h desta quinta (20) até as 6h da sexta (21) para evitar congestionamento. A CET vai monitorar o trânsito especialmente nos acessos e chegadas das rodovias, no entorno dos terminais rodoviários do Tietê, da Barra Funda e do Jabaquara com o objetivo de garantir a fluidez do tráfego, a acessibilidade e segurança aos passageiros, pedestres e motoristas.