Mais de 100 baleias encalhadas em praia no Sri Lanka são salvas em operação

·1 minuto de leitura
Baleia encalhada na area, observada por pai e filha de mãos dadas
Encalhe de aproximadamente 100 baleias foi considerado o maior já registrado no Sri Lanka

Em uma grande operação, mais de 100 baleias encalhadas em uma praia do Sri Lanka foram guiadas de volta ao fundo do mar.

Três baleias-piloto e um golfinho, entretanto, morreram devido aos ferimentos após o encalhe em massa entre segunda (2/11) e terça-feira (3/11) perto da cidade de Panadura, ao sul da capital Colombo.

Esse foi considerado o maior encalhe de baleias que se tem registros no Sri Lanka.

O resgate foi realizado pela Marinha e agentes de proteção ambiental, policiais e moradores — estes desafiaram o toque de recolher imposto por conta da pandemia de coronavírus, ajudando a empurrar as baleias em direção ao oceano.

"As pessoas daqui se uniram e salvaram a maioria delas", disse a bióloga Asha De Vos à agência de notícias AFP.

"Mas algumas das baleias estavam muito cansadas de lutar para se manter vivas a noite toda. Elas estavam sem força para voltar ao mar profundo. Por isso, algumas morreram."

Cerca de cinco pessoasao redor de baleia encalhada na areia
Pelo menos três animais não resistiram e morreram antes do resgate

Encalhes de baleias não são incomuns. Cientistas dizem que não há consenso sobre por que eles ocorrem, mas há algumas hipóteses — como elas seguirem peixes em direção à costa e, depois, ficarem desorientadas.

Mamíferos altamente sociais, as baleias-piloto são particularmente conhecidas por encalharem em grupo porque viajam em comunidades grandes e densas que dependem de comunicação constante.

Em setembro, várias centenas de baleias morreram na costa da Tasmânia, na Austrália, em um dos maiores encalhes do tipo já registrados no país e um dos maiores do mundo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!