Mais de 2.500 voos são cancelados nos EUA por ômicron e mau tempo

·1 min de leitura
Passageiros esperam para fazer check-in o Aeroporto Internacional Ronald Reagan, em Washington, em 27 de dezembro de 2021 (AFP/ROBERTO SCHMIDT) (ROBERTO SCHMIDT)

O transporte aéreo continua a sofrer interrupções nos Estados Unidos, após o mau tempo em várias regiões do país se somar aos problemas causados pelo aumento das infecções da variante ômicron do coronavírus.

Até sábado à noite, 2.660 voos haviam sido cancelados: mais da metade dos 4.617 cancelamentos em todo o mundo, de acordo com o site FlightAware.

Por outro lado, 4.798 voos internos sofreram atrasos no país no sábado, de um total de 9.432 em todo o mundo.

A companhia aérea americana mais afetada era a Skywest, que teve de cancelar 23% de seu plano de voo, de acordo com FlightAware.

Os aeroportos de Chicago (norte) foram particularmente afetados por condições climáticas difíceis, com cerca de metade dos voos cancelados.

Os passageiros podem enfrentar novas dificuldades neste domingo, no retorno das férias. A FlightAware estima o cancelamento de 1.175 voos nos Estados Unidos e 2.134 no mundo.

A variante ômicron, extremamente contagiosa, continua a atrapalhar o transporte aéreo global.

Vários pilotos e funcionários contraíram covid-19 ou estiveram em contato próximo com pessoas infectadas, forçando as empresas a cancelar voos por falta de pessoal.

Cerca de 7.500 voos foram cancelados por companhias aéreas de todo o mundo no fim de semana de Natal.

jul/fjb/dl/gm/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos