Mais três navios com grãos zarpam da Ucrânia

Outros três navios carregados com grãos zarparam na manhã desta sexta-feira (5) da Ucrânia, graças ao acordo respaldado pela ONU para que a Rússia suspenda o bloqueio dos portos ucranianos com o objetivo de de aliviar a crise alimentar mundial, informou o ministério da Defesa da Turquia.

Os navios carregados com milho seguirão para Irlanda, Inglaterra e Turquia, de acordo com um comunicado divulgado pelo ministério.

Navegam sob o controle do Centro de Coordenação Conjunta (CCC) estabelecido em Istambul em 22 de julho entre Rússia e Ucrânia, com Turquia e ONU como mediadores, para permitir as exportações de cereais ucranianos, bloqueadas desde a invasão russa de 24 de fevereiro.

O "Navistar", com bandeira do Panamá, zarpou de Odessa com destino à Irlanda com 33.000 toneladas de milho.

O "Rojen", com bandeira de Malta, segue para a Inglaterra depois de sair do porto de Chornomorsk com 13.000 toneladas.

E o cargueiro turco "Polarnet" partiu de Chernomorsk com destino à Turquia com 12.000 toneladas de grãos.

De modo paralelo, o "Fulmar", com bandeira de Barbados, seguia para o porto de Chernomorsk para receber sua carga, segundo o ministério turco.

O primeiro navio com grãos ucranianos zarpou na segunda-feira do porto de Odessa com 26.000 toneladas de milho, destinadas ao Líbano.

A embarcação, com bandeira de Serra Leoa, foi inspecionada na quarta-feira no Estreito de Bósforo, em Istambul, por uma equipe que incluiu funcionários da Turquia, das Nações Unidas e das partes em conflito.

Rússia e Ucrânia são dois dos principais fornecedores de grãos do mundo.

O bloqueio das exportações provocou a disparada dos preços dos alimentos em todo o planeta.

zak/har/sag/js/rpr/ap/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos