Mais de 6 milhões de pessoas já fugiram da Guerra da Ucrânia, diz ONU

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais de 6 milhões de pessoas já fugiram da Ucrânia desde o início da invasão russa no país, aponta levantamento das Nações Unidas. Outros 8 milhões de ucranianos se deslocaram dentro do país.

Antes da guerra, a população ucraniana era estimada em 44 milhões de pessoas —isso significa que quase 32% dos habitantes tiveram que se deslocar por causa do conflito. A grande maioria dos refugiados é formada por mulheres e crianças, já que homens de 18 a 60 anos estão proibidos de deixar o país.

Até agora, a Polônia foi a nação que mais recebeu refugiados; mais de 3,2 milhões. O governo polonês, porém, estima que a metade deles pode permanecer no país por mais tempo, o que traz novos desafios para o mercado imobiliário, escolas e sistema de saúde do país.

A Polônia é seguida pela Romênia (895 mil), pela própria Rússia (785 mil) e pela Hungria (583 mil) como principais destinos.

Em meio aos deslocamentos para fora do país, cidades como Kiev já registram também a volta de moradores que haviam fugido do conflito –nesta semana, o prefeito da capital, Vitali Klitschko, disse que dois terços das pessoas que haviam fugido da cidade já retornaram.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos