Mais contagiosa e mais branda: a ômicron pode ser a última onda de Covid da pandemia?

·2 min de leitura

A onda da variante ômicron de Covid-19 se espalha pelo mundo como rastilho de pólvora, com recordes diários de novas contaminações. O planeta ultrapassou a barreira dos 2 milhões de novos casos registrados em 24 horas pelo planeta, sendo os Estados Unidos e a Europa ainda os principais focos de atenção do surto atual.

Jeanne Richard, da RFI.

Com mais de 250 mil casos diários na França, as autoridades do país apontam para uma luz no fim do túnel. O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, disse que esta pode ser a quinta "e última onda de Covid no país". Ainda que mais cautelosos que o ministro, os especialistas se mostram otimistas.

Com 32 mutações em sua proteína Spike, a última variante classificada como "de preocupação" pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é de fato altamente contagiosa. Essa grande capacidade de transmissão tem transformado a ômicron na variante de maior circulação em muitos países.

A notícia pode ser melhor do que parece à primeira vista. É possível que esta onda seja a última a afetar nossas sociedades desta maneira tão radical, com um grande número de vítimas e sistemas hospitalares sobrecarregados, considera Bruno Canard, especialista em coronavírus e diretor de pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa Científica francês (CNRS).

“À medida que aparece um número novo de variantes, ainda há imunidade celular no nosso corpo que permanece e protege, pelo menos parcialmente, contra as próximas variantes”, explica o pesquisador.

O epidemiologista confirma que os vírus tendem, em sua evolução natural, a enfraquecer com o tempo.


Leia mais

Leia também:
“Carrego um coração artificial”: deputado francês fala das sequelas da Covid para defender vacinação obrigatória
Covid-19: Reino Unido dobra aposta e mantém economia aberta após novo recorde de casos
Surto de Covid interrompe cruzeiro e obriga 3 mil turistas a desembarcar em Lisboa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos