Mais da metade dos brasileiros prefere comprar de apps estrangeiros

·1 minuto de leitura
Two freshly delivered Amazon boxes are seen on a counter in Golden, Colorado August 27, 2014. With people increasingly accessing the Internet from smartphones and tablets, online companies ranging from social networks such as Facebook Inc to e-commerce companies like Amazon.com Inc have been investing heavily to develop their mobile platforms. REUTERS/Rick Wilking (UNITED STATES - Tags: BUSINESS SCIENCE TECHNOLOGY TELECOMS)

Um estudo desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) aponta que 65% dos consumidores brasileiros estão dando preferência a compras em sites e apps estrangeiros.

Entre os motivos considerados pelo estudo “2ª edição – O consumidor brasileiro e suas compras no E-commerce Cross Border”, estão a oferta maior de sites americanos e chineses, de lojas online traduzidas para o português, preços e fretes inferiores aos praticados no Brasil e tempo de entrega satisfatório.

Leia também:

A pesquisa também analisou o valor das compras feitas por esses consumidores nos sites internacionais. A média foi de R$ 482, valor 7% acima do que é gasto no e-commerce brasileiro.

Itens e sites preferidos

Sobre as categorias de produtos mais comprados, estão Eletrônicos (36%), Beleza (29%), Acessórios Femininos (29%) e Acessórios para Smartphone (29%).

Quanto aos sites e aplicativos, os preferidos são o Shopee (29%), seguido pela Amazon (25%) e AliExpress (18%).

Os entrevistados também opinaram sobre a satisfação na compra: para 87%, o prazo de entrega foi cumprido e 85% disseram que aceitam esperar até 45 dias para a entrega feita no próprio endereço no Brasil.

Em relação aos prazos de entrega, 60% responderam que aceitariam pagar um preço maior para receber o produto em no máximo 30 dias.

A pesquisa ouviu 434 consumidores em todo o Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos